Locais onde o tempo tem história

…mais brilhante que o sol

Um dia simplesmente parei.  Tudo foi feito para eu voltasse a caminhar mas o mundo prosseguia sem mim sem que eu voltasse a andar. Até que ela com fé, prometeu e o mundo continuou a avançar e eu com ele avancei...   Hoje há anjos no céu transportando nas asas fé e esperança. Em terra, milhares de peregrinos… Continuar lendo …mais brilhante que o sol

Documentos

Édouard Manet no Dia da Mãe

Contigo aprendi tudo  que sei...Aprendi a andar, comer, a ler e escrever mas aprendi também o mais importante...aprendi a VER! Hoje eu vejo mais de 100 cores diferentes numa paisagem, vejo o sentimento numa pintura ou até o sentido de um poema sem nexo. Hoje eu consigo ouvir cada instrumento, por si só, de toda… Continuar lendo Édouard Manet no Dia da Mãe

Locais onde o tempo tem história

Mil e uma fantasias

Chegava os primeiros dias quentes do ano. Eu pequena, já antes do jantar afirmava que o calor era muito e que deveríamos sair para o jardim para refrescar. Na serra durante o dia, várias tonalidades de verde reluziam ao sol, eram verdes exuberantes que se apresentavam orgulhosamente emoldurados pelo céu azul que cada vez mais profundo… Continuar lendo Mil e uma fantasias

Objetos

Inocência perdida

Adorava aquela sala, figuras de animais imponentes que só ali podia ver de tão perto. Havia peças feitas de osso, de pele ou de marfim. Para mim eram provas das suas existências em lugares longínquos que na minha imaginação visitava. Ele orgulhoso mostrava-me as peças herdadas da família. Foi o meu avô que trouxe de… Continuar lendo Inocência perdida

Objetos

A caixa dos segredos – Maki-e

  "Guardo o que é magico, só o que é magico… Ela não é dourada mas tudo o que guarda é o que de mais valor tenho…. Guardo a minha primeira visão de ti mas também a ultima… Guardo o meu amor e a minha esperança, que um dia possamos recuperar tudo o que aqui… Continuar lendo A caixa dos segredos – Maki-e

Adereços

Então boa viagem!

Fiquei a olhar cá debaixo, o que me fez ficar assim a observar? Não, não era uma frase normal. Não devia ser essa a despedida. Um até amanhã, até logo talvez, mas boa viagem? Respondi até amanhã, mas incapaz de me voltar e partir fiquei ali parada… É certo que houve alturas já em anos… Continuar lendo Então boa viagem!

Objetos

Pé descalço

Nem todas as casas da minha infância tinham tesouros dourados, havia casas cujas riquezas eram as vivencias de quem lá vivia e as suas histórias contadas que me levavam imaginariamente até aos mesmos lugares e aos mesmos tempos fazendo-me trabalhar, sofrer, rir e cantar com elas. Ela era velhinha com os cabelos cheios de nuvens… Continuar lendo Pé descalço

Lazer

Barris de Cerveja

      Durante o serviço militar viveu em Londres, depois ficou por lá um tempo. Não quis estudar e o seu pai entendeu que nesse caso deveria ser ele a sustentar-se a si próprio. Sempre que contava qual tinha sido o seu primeiro emprego tinha um olhar risonho. Eu sabia porquê, tinha sido um… Continuar lendo Barris de Cerveja

Valor

Rainha menina, rainha mulher, rainha mãe

Estou aqui e estarei sempre que puder! Mesmo que não queiras, nem precises Vou estar aqui! Vou estar por precisar, Vou estar só por estar Mas vou estar! Aqui Por ti, por mim, por nós...   Os selos com efígie da rainha D. Maria II foram os primeiros selos postais portugueses. Os dois primeiros selos emitidos tinham o valor… Continuar lendo Rainha menina, rainha mulher, rainha mãe

Documentos

Registos da Natureza – 1904

Todos os dias ela trazia sem eu saber um pequeno ser vivo para casa... - O que trazes aí na mão? Perguntava-lhe desconfiada. - Nada, nada... Escondendo mais um pequenino bicho que aqui em casa vinha morar. - O que estás a fazer junto à janela? - Estou a ver as tuas flores.... são bonitas....… Continuar lendo Registos da Natureza – 1904